Clínica Infantil Indianópolis

A SAÚDE DAS CRIANÇAS BRASILEIRAS NA CONTRAMÃO

Autor: Rubens Tadeu Bonomo

Hábitos alimentares inadequados em tenra idade (nos primeiros dois anos de idade), por mais estranheza que possa causar, daqui a 15 anos, caso não se adotem medidas emergenciais não radicais, elevará a categoria dos brasileiros- não será privilégio das crianças, mas extensivo à população adulta- para serem os principais eleitos à cirurgia bariátrica.  Pesquisa nacional em saúde divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no final de agosto de 2015, apontou que aproximadamente 60% dos bebês com até dois anos comem bolachas, biscoitos ou bolos e que um terço já tomou refrigerantes ou sucos artificiais. 
Este percentual é maior nas regiões de maior renda do país. O sul lidera, seguido pelo centro-oeste e sudeste, com números bem próximos aos 40%. 
 Estes dados não devem ser encarados com estranheza, pois este consumo é absolutamente normal desde que esporadicamente, como em festinhas e não no dia-a-dia. Clique aqui e baixe o artigo completo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *